INSIRA SEU IDIOMA

23 de out de 2016

O RACISMO É DEPLORÁVEL


NA MAGAZINE TUDO TEM OU LÁ TUDO TEM









O racismo em si, talvez muitos pensasse em ser apenas algo simples de tratamento indevido em que nada mais é do que uma questão de erro de tratamento a alguém, más na verdade é como se pela própria convicção de não ver o outro como parte social entre si e o contexto de liberdade, é como que se quem tira a capacidade do outro de se locomover entre espaços sejam eles econômicos, social como dito acima e também como se o outro fosse impregnado de sujeira, por fim, a altura que dispomos de ter essa conduta entre nós, pode se assim dizer claramente no que posso estar errado, más essa é minha concepção que o racismo é um meio de que quem o usa como forma de humilhar esse não apenas humilham más sim também amaldiçoa, sim, uma coisa é termos em consideração o outro e querer que esse cresça, outra é ver o mesmo sempre abaixo socialmente, não resta dúvida que se trata de alguma negação que passa geralmente a estagnar e diminuir o conceito do outro, deixando assim de que esse ao não fazer parte de um conceito social que para o indivíduo que sofre a injustiça do racismo o vê como impossibilitado de certos movimentos entre sociais, assim como, não posso fazer isso que não vou ter chance, aquilo porque não vou conseguir, imagine se eu mesmo com todo preparo posso competir isso não é para mim, mesmo que consiga não vou muito longe, posso conseguir más as que vierem é lucro e muitos pensamentos mais passam pela mente de um indivíduo que sofre o preconceito do racismo. Por outro lado esse preconceito é tão voraz que mais uma vez digo que o vejo como certo meio de amaldiçoar alguém ou muitos por ser assim entre aspas diferentes para outros e esses outros veem como sujo-impregnados, amaldiçoar no sentido de reprimir seus acessos a ascensão social, também se esses assim tratados deixam de que o país, que seja qual for que se enquadra nesse sentido de concepção devido a muitos de assim ter esse pensamento mesquinho, deixa de ter sua economia acrescida no sentido de que essas classes assim humilhadas não produzam e também não produzindo não criam expectativas como também riquezas a mais e sim como um bolo que uma confeiteira (o) que com todo carinho o prepara e põe o para assar e assim que o retira do forno uma meia parte ou mais que meia ficou murcho a ponto de não poder comercializar pelo preço justo o bolo, visto que ninguém comprará um bolo que com mais da metade murcha, um bolo de valor alto, más ainda que seus ingredientes caros agora possam vender sim, menos da metade ao valor menos da metade do que seria a metade real do bolo inteiro e também tendo agora de procurar ou esperar clientes em que queira comprar pedaços, pedaços que agora passam a ser vistos como partes inferiores ao bolo inteiro por motivo de muitas vezes alguém comprar por motivos de menor custo financeiro e esse a seu favor. Sim falei da parte do bolo que se salvou e a outra, essa nem tem como fazer uma reflexão pelo motivo que não se pode fazer nada de bom com ela, a não ser arrumar algum meio de reaproveitada. No que quis dizer essa segunda parte do bolo, quis dizer sobre a outra metade em que o racismo dentro de um país produz. Será que esse é um país que sempre queremos, um país de duas faces que a poucos tempos estamos vendo melhoras de tratamento e ao mesmo tempo também pessoas irredutíveis a favor dessa maldição que é o preconceito, assim como aconteceu na Av. Paulista em 20 de outubro de 2016 , em que uma Psicóloga negra ofendida, isso só prova o quanto o racismo é puramente uma ação de conotação amaldiçoadora 
(ressaltando que para pronunciar palavras de maldição basta de que falamos mal de alguém, automaticamente estamos maldizendo alguém e isso queira ou não maldizer para maldição não esta muito longe), temos que extirpar este maldito exemplo do meio de nosso povo, pois reprova o outro de usar o mesmo espaço, reprovando assim o crescimento social de uma nação que ocorre em silêncio e entre as mais diversas camadas sociais, indiferente de pobres ou ricos, já que o racismo se prolifera em qualquer camada social e quando se fala nesse, não se trata de ser apenas acesso/ascensão, más sim compreensão e irmandade de todos, pois a nação que cresce desigual sempre estará nas mais baixas posições nos índices mundiais quando se trata de crescimentos sejam estes em qualquer área social ou econômica.

  23/10/2016 (racismo)


                          ------------------Messias Albino-----------------

Postar um comentário